Browse Author

Paulo

Dicas para Ter uma Relação Sexual Segura

A segurança na hora do sexo é algo que não pode faltar, mas apenas usar camisinha não é o bastante. Confira algumas dicas para que você possa manter uma relação sexual segura em todos os sentidos.

1 – Não julgue pela aparência

beleza-nao-e-tudo

Acreditar que uma pessoa bonita e bem vestida está livre de doenças é um erro muito comum. Diversos vírus e bactérias podem ser transmitidos através do sexo, e nem sempre as doenças se manifestam de maneira visível. Algumas nem mesmo ocasionam sintomas algumas vezes, o próprio portador da doença pode não saber que a possui.

Sempre previna-se, mesmo com a mulher mais linda de todas ou o cara mais boa pinta. Nenhuma pessoa vem rótulo de saúde ou falta dela.

2 – Não se deixe seduzir cegamente

Durante as preliminares pode ser muita complicado controlar o desejo sexual, e às vezes a razão fica de lado para que o corpo possa responder aos seus instintos. Mas, é preciso que você não se deixe seduzir cegamente pelo momento, e lembre-se sempre de tomar cuidado em cada relação sexual.

3 – Tenha sempre um preservativo

Alguns homens costumam manter um preservativo guardado na carteira, mas essa pode não ser uma boa alternativa se você não controlar a qualidade do preservativo. Considere que a camisinha vai ficar velha dentro da carteira e pode ficar comprometida. Na carteira ela fica abafada e aquecida, e por isso pode perder sua validade antes do tempo.

É legal ter a camisinha por perto, seja no carro ou no bolso, mas lembre-se de trocar a camisinha caso ela esteja na carteira há muito tempo. Ou você pode preferir colocar a camisinha na carteira quando sair de casa com “más intenções”!

4 – Faça seus exames de rotina

Controlar a sua saúde é muita importante para manter uma relação sexual segura. Faça seus exames de rotina e peça também pelos exames de DSTs. Não é nenhuma vergonha fazer esses exames e eles apenas mostram que você tem uma vida sexual ativa e se cuida.

Sabendo tudo o quer está acontecendo com seu corpo, você pode prevenir problemas ou tratá-los logo no começo, reduzindo as chances de ser contaminado ou contaminar outras pessoas.

5 – Cuide da sua saúde bucal

As DSTs não são transmitidas apenas pelo contato dos genitais, mas também através do contato com a boca. Muitos vírus e bactérias estão presentes na saliva e podem penetrar a corrente sanguínea caso exista ferimentos na boca.

Por isso, é preciso também visitar o dentista regulamente, higienizar a boca da maneira certa, tratar ferimentos, cáries e aftas, para fechar qualquer porta de entrada para doenças.

6 – Observe qualquer anomalia em sua região genital

Homens e mulheres precisam conhecer seus corpos, então, não se sinta envergonhado de pegar um espelhinho e observar os seus genitais e sua região anal. Você precisa saber como está a saúde das partes íntimas e observar qualquer problema, como o aparecimento de rugas, feridas ou a presença de corrimentos.

Saber como o seu corpo e a situação natural do mesmo te ajuda a notar problemas que estão no começo e podem ser sinal de doenças.

7 – Evite usar medicamentos

Além dos cuidados que você deve ter com as DSTs e outras doenças, você também precisa ter cuidado com os métodos que utiliza para estimular a ereção. Muitos homens saudáveis fazem uso de medicamentos para tratar disfunção erétil, e com isso, colocam em risco sua saúde, já que esses medicamentos possuem efeitos colaterais perigosos. Veja essa reportagem:

 

Se você deseja melhorar o seu desempenho sexual, então procure métodos naturais para isso, mantenha uma boa alimentação, pratique atividades físicas e controle o estresse e a ansiedade para conseguir ter mais desejo sexual e também se sentir mais satisfeito.

8 – Escolha um local tranquilo

A pressa é uma das grandes inimigas do sexo seguro, porque então a relação acontece de repente, e com isso, os métodos preventivos acabam ficando de lado. Escolha um local tranquilo para o sexo, onde vocês não sejam interrompidos e possam aproveitar o momento com calma. A relação será mais prazerosa e dará tempo de se prevenir.

9 – Não tenha vergonha de exigir a camisinha

Muitas vezes um dos dois não quer fazer uso do preservativo e o outro, com vergonha ou por medo de contrair seu parceiro, acaba cedendo e abrindo mão da camisinha. Esse é um erro muito grande, já que ela precisa estar presente em todas as relações sexuais. Por isso, não se sinta envergonhado ou intimidado e exigir a camisinha, e se necessário, é melhor deixar para uma outra oportunidade do que se arriscar sem usar o preservativo.

10 – Faça sua higiene

Depois da relação sexual é muito importante fazer a higiene pessoal. Tome um bom banho para retirar de sua pele qualquer fluido corporal do parceiro, afinal, é nos fluidos que podem estar as bactérias e vírus causadores de doenças. Um bom banho pode te ajudar a se prevenir dessas doenças e também vai fazer o corpo acabar de relaxar depois do sexo.

Siga essas dicas e aproveite o sexo de um modo seguro para que ele seja ainda mais prazeroso.

O Que o Estresse Tem a Ver com a Calvície?

A calvície é um problema estético caracterizado pela ausência de cabelos. Essa ausência é resultado da queda excessiva de cabelos, que pode acontecer devido a diversos fatores. Embora durante muito tempo a calvície tenha sido divulgada como um problema tipicamente masculino, cada vez mais mulheres também apresentam sintomas da calvície.

Assim, agora a calvície é tratada com um problema de ambos os sexos, e estudos vêm mostrando que as suas causas são mais extensas do que antes se supunha. A vantagem é que ao conhecer os fatores que podem desencadear a calvície é possível se prevenir e se tratar mais facilmente. Afinal, como você pode ver neste artigo, a calvície tem tratamento e você não precisa conviver com ela.

estress-e-calvicie

O Que Pode Causar a Calvície?

Muita gente acredita que a calvície seja algo que se herda e que apenas pessoas que possuem parentes calvos poderão desenvolver a calvície. Realmente o fator genético é uma das causas para a calvície, e quem possui essa tendência tem maiores chances de desenvolvê-la.

Mas apenas pelo fato de que o pai, tio ou avô sofrem com calvície isso não significa que obrigatoriamente irá se desenvolver o problema. Pessoas calvas na família apenas transmitem esse gene, mas ele pode ou não manifestar-se em razão das condições orgânicas de cada um.

Ao mesmo tempo, pessoas que não possuem histórico de calvície na família também podem apresentar o problema em razão de outras causas, como:

  • Variações hormonais
  • Alimentação com baixo valor nutricional
  • Uso de tabaco
  • Estresse
  • Problemas no couro cabeludo

Com isso se pode notar que as causas da calvície são variadas, e por isso, homens e mulheres podem manifestar o problema mesmo numa idade pouco avançada. E para saber se a calvície está se manifestando é importante observar a quantidade de cabelos que se desprende da cabeça.

Os cabelos caem naturalmente, mas quando essa queda aumenta sem razão aparente, isso pode ser indício de que algo está errado. E um dos problemas mais comuns para a queda de cabelos é o estresse, que pode ocasionar a calvície em homens e mulheres.

Porque o Estresse Causa a Queda de Cabelos

Assim como todo o nosso organismo os cabelos também recebem os nutrientes que ingerimos e sofrem com a ação das substâncias produzidas pelo corpo. Ou seja, quando mantemos uma alimentação equilibrada o cabelo fica mais bonito e mais forte, quando os hormônios estão regulados acontece a mesma coisa, mas quando o corpo contém muitas toxinas ou quando produz hormônios insuficientes, os cabelos focam fracos e podem cair.

O estresse é uma resposta natural do organismo humano. Ele se trata das mudanças e adaptações que o corpo precisa fazer para conseguir superar as dificuldades do dia a dia, os problemas e os conflitos emocionais.

Nosso corpo consegue suportar uma determinada quantidade de estresse, porém quando ele se manifesta em excesso em razão da recorrência e alta exposição a fatores estressantes, isso pode fazer com que o organismo fique desequilibrado devido às mudanças que precisa realizar.

Assim, quando uma pessoa fica estressada seu corpo libera a substância cortisol e é essa substância que vai agir nos cabelos e enfraquecê-los. Os cabelos fracos se soltam mais facilmente do couro cabeludo e o estresse acaba levando à calvície.

 

Como Combater o Estresse para Tratar a Calvície

Felizmente a calvície ocasionada pelo estresse pode ser combatida ou pelo menos minimizada. Como o estresse faz com que o corpo libere cortisol, então é preciso fazer com que volte a produzir uma menor quantidade desse hormônio.

Para isso basta fazer o controle do estresse através de algumas mudanças em sua vida. Essas mudanças devem começar ela identificação dos agentes estressantes. Analise o seu dia a dia e perceba o que faz com que você fique estressado. Evite essas situações, e quando não for possível, prepare seu estado psicológico para reagir bem a elas.

O estresse também pode ser controlado através de uma boa alimentação. Ao ingerir alimentos naturais e mais leves, você oferece ao corpo nutrientes e também permite que ele libere substâncias positivas, que vão combater o estresse, a irritabilidade e a ansiedade.

Outra forma eficaz de combater o estresse é através da prática de atividades físicas. Além de aliviar a tensão, o exercício ajuda o organismo a liberar a serotonina, que causa sensação de alegria e satisfação. Ao mesmo tempo as atividades físicas regulam a função hormonal e equilibram a saúde, o que tem impacto positivo para combater a calvície.

Mas lembre-se que apenas combater o estresse não é suficiente. Busque eliminar todas as causas ou possíveis causas da calvície e dê atenção para a saúde dos cabelos. No Dimensão Fitness você pode aprender um pouco mais sobre a calvície e como tratá-la, também pode aprender como cuidar bem de seus cabelos e evitar que fiquem fracos e quebradiços.

Como a Internet Pode te Ajudar a Ter Mais Saúde e Bem-estar

Você já deve ter percebido através das notícias da televisão que a longevidade do ser humano está cada dia mais extensa, certo? E você sabe porque isso tem acontecido? A expectativa de vida do ser humano foi crescendo ao longo do tempo e acompanhando os avanços da medicina.

Conforme foram feitas novas descobertas de doenças e suas curas, formas de se prevenir de problemas de saúde, a aplicação de vacinas, novos medicamentos, entre outros mais, as pessoas foram conseguindo manter a saúde em dia.

saúde e tecnologia

O avanço da tecnologia e a popularização de técnicas e tratamentos também revolucionou a vida do ser humano, que agora tem acesso a muitos procedimentos que ajudam a manter o corpo são. Além disso, o trabalho de educação e conscientização da população também gerou impactos positivos para que as pessoas se cuidem melhor e previnam problemas de saúde.

Com os estudos sobre alimentação humana e os benefícios e malefícios de nutrientes e substâncias ingeridos pelas pessoas, também foi possível criar cardápios mais saudáveis, em alguns casos personalizados, visando manter o equilíbrio orgânico e prevenir doenças.

Em seguida também foi popularizada a questão da influência da saúde mental sobre a saúde do corpo. Estudiosos e cientistas mostraram como a mente humana pode ser responsável por desequilibrar o organismo e agora não se trata mais de cuidar apenas do corpo, mas sim , do ser humano como um todo.

Com isso, além de manter a saúde orgânica através dos diversos métodos que existem, também é estimulado o cuidado com a mente, as condições psicológicas e sentimentais das pessoas. Assim, agora é preciso investir em bem-estar e qualidade de vida, que são sinônimos de um corpo são.

Mais uma vez a tecnologia e seus avanços também favoreceram a difusão desses conhecimentos. Com a chegada e a popularização da internet, as pessoas passaram a ter mais acesso a informações sobre esse assunto, e com isso, também passaram a descobrir que bem-estar e qualidade de vida não é algo destinado apenas para que tem um padrão de vida elevado.

Qualquer pessoa pode investir em qualidade de vida

Por muito tempo a crença era de que qualidade de vida e bem-estar eram cuidados que pertenciam apenas para pessoas que estavam em um padrão de vida mais elevado. Isso porque os tratamentos eras associados a alimentação diferenciada e mais cara, hábitos que exigiam investimentos e mudança no padrão de vida que nem todos poderiam atingir.

Mas, especialmente através da internet os profissionais da área começaram a divulgar seus conhecimentos mostrando que para se ter saúde, bem-estar e qualidade de vida não é preciso muito, basta fazer mudanças em seu dia a dia.

Qualquer pessoa pode alcançar essas metas se estiver disposta a isso. Profissionais como médicos, nutricionistas, da área de educação física, fisioterapeutas, psicólogos, entre outros mais, dividem seus conhecimentos através de blogs, com publicações em grandes portais, e seus sites pessoais, nas redes sociais, e através de outros meios, fazendo chegar a todas as pessoas informações que antes elas não tinham acesso.

Assim, a internet é uma grande fonte de pesquisa para quem deseja mudar sua vida para melhor investindo e seu bem-estar e sua saúde. Isso porque são obtidas muitas informações válidas para todas as pessoas e todas as classes.

E é isso que nós vamos fazer em nosso blog. Queremos que você consiga alcançar mais bem-estar e qualidade de vida mantendo sua saúde de uma forma simples e acessível. Por isso, vamos abordar esses dois temas, trazendo para você matérias interessantes e úteis baseadas em conhecimentos reais.

Tudo isso para que você possa ter acesso a um conteúdo seguro e verdadeiro, que possa te ajudar a entender um pouco mais sobre o corpo humano, aquilo que lhe faz bem ou mal.

Nossa preocupação é trazer para você informações seguras que não coloquem sua saúde em risco, que somem em conhecimento para você e que realmente te auxiliem sempre que precisar.

A internet é um ótimo recurso para ser utilizado em prol da saúde e do bem-estar, porque ela nos colocar em contato com muita gente. Aqui encontramos todos os tipos de pessoas, e assim, é possível construir uma rede de contatos e trocar informações com outras pessoas, disseminando o conhecimento e fazendo com que nossa sociedade seja mais saudável também. Afinal, tudo o que acontece com a saúde das outras pessoas pode nos impactar, como por exemplo a dengue, surtos de gripe, as DSTs, entre muitos outros.

É por isso que quanto mais informação tivermos e pudermos compartilhar, estaremos construindo um lugar melhor pra gente viver. Fique a vontade para navegar por nossas páginas e nossos artigos. Compartilhe tudo que você julgar útil e interessante para que você também possa fazer parte da construção de um ambiente mais saudável e equilibrado para todos nós. Veja este vídeo para te motivar ainda mais a buscar a sua melhor saúde: